sábado, 17 de janeiro de 2009

20 frases selecionadas de Millôr Fernandes

O Millôr, dentre outras qualidades artísticas, é um grande frasista. Vejam estas 20 que selecionei.
Gilvan Almeida

1. Você pode evitar descendentes. Mas não há nenhuma pílula para evitar certos antepassados.
2. A psicanálise descobriu: gafanhoto não tem grilo.
3. Como são admiráveis as pessoas que não conhecemos muito bem.
4. Brasil, condenado à esperança.
5. Todo homem nasce original e morre plágio.
6. Às vezes você está discutindo com um imbecil... e ele também.
7. O otimista não sabe o que o espera.
8. Aviso aos navegantes: Em Brasília ainda tem dois deputados do baixo clero sem patrocinador.
9. Proudhon dizia que toda propriedade é um roubo. A elite brasileira acha que todo cargo público é uma propriedade.
10. Ser pobre não é crime mas ajuda muito a chegar lá.
11. Político profissional jamais tem medo do escuro. Tem medo é da claridade.
12. Cada vez há mais fortunas feitas entre o pôr-do-sol e o nascer-do-sol do que entre o nascer-do-sol e o pôr-do-sol.
13. Acabar com a corrupção é o objetivo supremo de quem ainda não chegou ao poder.
14. O Brasil é o país do mundo que tem mais ventríloquos.
15. Todos os países são difíceis de governar. Só o Brasil é impossível.
16. Já que não conseguimos aumentar a grita dos descontentes, precisamos pelo menos diminuir o sorriso dos satisfeitos.
17. Certas pessoas que tomam certos remédios são tão ingênuas que merecem ficar boas.
18.Fiquem tranqüilas as autoridade. No Brasil jamais vai haverá epidemia de cólera. Nosso povo morre é de passividade.
19. Morte súbita é aquela em que a pessoa morre sem o auxílio dos médicos.
20. Três coisas absolutamente seguras: o nascer do sol, a hora do sofrimento, a morte.

Leia mais frases do Millôr: http://www2.uol.com.br/millor/frases/frases_01.htm

2 comentários:

Faide Veiga disse...

Gilvan,ótimo post.Millôr e seus comentários irônicos,porém sabiamente colocados e divertidos sobre a condição e comportamento de nós mesmos, tão inteligentes mas quantas vezes tolos e influenciáveis.Dessas citadas a que mais gostei foi:"Como são admiráveis as pessoas que não conhecemos muito bem."Demais.
Abço.
Faide.

Anônimo disse...

Caro amigo,
O Millor, dentre tantos do gênero, também tem uma língua ferina ao tratar do Brasil, sobre o qual é um tanto cético quanto àlguma boa perspectiva. É a missão desses homens que,no fundo, provocam pra ver se conseguem despertar algum dorminhoco, quando a maioria leva pro lado da piada e deixa por aí mesmo, sem que nada aconteça pra reverter a situação.
Eu penso diferente por saber que nada é definitivo e que depois da queda vem a ascensão, mesmo porque não tem outro lugar pra se ir e que ninguém aguenta pasmaceira por muito tempo.
Não sei se verei o Brasil com uma Administração mais consciente dos verdadeiros valores, mas me alegro por vislumbrar algum movimento nesse sentido, da própria Natureza, ao enviar pra nosso planeta, uma qualidade diferente de espíritos.
AMÉM!
Abraço,
Maria