sábado, 10 de outubro de 2009

Nobel da Paz ???

Cada vez mais compreendo e constato que grande parte da história da humanidade é feita de farsas. A frase “ Em uma guerra, a primeira vítima é sempre a verdade.”, atribuída ao senador estadunidense Hiram Johnson, me abriu mais ainda os olhos quanto a isso. Desde os primórdios, a humanidade vive em guerra, e o capitalismo precisa de guerras para se manter, então, olhando por este prisma, não se sabe mais, o que é mentira e o que é verdade, o que é errado e o que é certo, quem é o bandido e quem é o mocinho.
Ontem, com perplexidade, recebi a notícia que o presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, havia sido laureado com o prêmio Nobel da Paz. Fica difícil entender que o homem que há poucos meses pediu ao congresso estadunidense 200 bilhões de dólares para a manutenção da guerra, em 2010, em diversos países – leia texto abaixo – receba tal honra e passe a ocupar na história mundial um lugar junto ao Dalai Lama, a Nelson Mandela, à Organização Médicos Sem Fronteiras, ao bispo sul-africano Desmond Tutu, ao escritor argentino Adolfo Esquivel, também ganhadores deste prêmio.

Gilvan Almeida

Obama pedirá em orçamento US$ 200 bi para guerras dos EUA
26 de fevereiro de 2009

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pedirá mais de US$ 200 bilhões para os gastos das guerras mantidas pelo país neste ano, segundo informações divulgadas pela imprensa nesta quinta-feira, 26. O governo Obama deve apresentar nesta tarde a proposta de Orçamento para o ano fiscal de 2010, que segundo a imprensa, prevê um déficit de US$ 1,75 trilhões neste ano, o maior desde a Segunda Guerra Mundial.
Obama espera que os gastos dos Estados Unidos com as guerras no Iraque e no Afeganistão cheguem a US$ 140 bilhões para o atual ano fiscal, que termina em setembro, de acordo com uma importante autoridade do governo. Parte desse montante (US$ 65,9 bi) já foi apropriada pelo governo de George W. Bush no ano passado. Mas a autoridade, que falou sob a condição de anonimato, disse que o governo precisará fazer um pedido adicional ao Congresso por uma verba suplementar de US$ 75 bilhões para enviar mais tropas para o conflito afegão, somando os mais de US$ 200 bi. O orçamento incluirá mais US$ 130 bilhões para guerras em 2010 e US$ 50 bilhões por ano para o restante da próxima década.

4 comentários:

Faide disse...

...E a hipocrisia continuará enquanto o homem preferir a mentira que seduz à verdade que sustenta...
Gilvan,também fiquei perplexa ao ler na internet essa notícia,então pensei: será que estou sendo radical,dona da verdade?(como as vzs sou definida por poucos,rsrsrs),talvez uma questão de conhecimento interior não entendido por alguns.Daí ler teu post hoje,trouxe-me mais uma vez a confirmação de que eu e minhas convicções temos companhia...que ótimo!

Abço
Faide.

Abço

Isaac Melo disse...

Caro Gilvan,
esse prêmio a Obama foi mais por aquilo que ele significa do que por aquilo que ele fez. Mas, mesmo assi não há como negar que ele é um grande marco da história.

Um forte abraço!

Anônimo disse...

Penso eu que o "Prêmio Nobel da paz" ganha-se justamente pelo significado do que se é....ou seja somos o que fazemos, certo?
È somente mais uma opinião....

abço

Anônimo disse...

Penso eu que o "Prêmio Nobel da paz" ganha-se justamente pelo significado do que se é....ou seja somos o que fazemos, certo?
È somente mais uma opinião....

abço